Cuidando dos dedinhos das crianças

Crianças não param um minuto, não é mesmo? E elas põem as mãozinhas em tudo: pegam, apertam, sentem e assim vão vivenciando o mundo que as cerca. Ao explorar o ambiente, por mais que os adultos supervisionem, de vez em quando elas se machucam.

 

E se a primeira coisa que elas usam são as mãos, não é de se espantar que um trauma comum na infância seja a “lesão de ponta de dedos”.

 

 Uma causa frequente é o esmagamento das pontinhas dos dedos no fechamento de portas, gavetas e  janelas.

 

São inúmeras as possíveis consequências desse tipo acidente. Desde lesões leves  até graves, como a amputação da ponta do dedinho. São cortes, feridas, fraturas de falange (cada um dos pequenos ossos que formam os dedos), lesões de nervos e vasos ou acúmulo de sangue embaixo da unha.

 

Um hematoma embaixo da unha significa que houve ruptura do leito ungueal, que nada mais é do que aquela parte vermelha que fica abaixo da unha e que nós enxergamos pela transparência da própria unha.

 

Mesmo sem ferida, existe o edema (inchaço) e com isso o retorno venoso é prejudicado, causando dor e a sensação de um coração pulsando no dedo, principalmente quando a mão está pra baixo.

 

Mas afinal, o que vai acontecer com esse dedinho?

 

Se for uma lesão na pele, um curativo ou alguns pontinhos podem resolver. Se for uma fratura, uma tala bem firme vai unir o ossinho sem muitos problemas. Se for uma lesão embaixo da unha ou uma amputação, o médico ortopedista especialista pode optar por uma cirurgia.

 

O que fazer após uma lesão de ponta de dedo numa criança?

 

A primeira coisa a fazer é manter a calma, para não assustar ainda mais a criança. Limpe o ferimento com água e sabão e cubra-o com uma toalha limpa. Em seguida, deve-se procurar o pronto-socorro ou um médico ortopedista especialista em mãos.

 

Como posso prevenir esse tipo de acidente?

 

Para prevenção, existem dispositivos que funcionam como uma barreira contra o fechamento repentino de portas e janelas, evitando que as crianças prendam seus dedinhos. Use gavetas com freio e tenha cuidado com as correntes de ar pela casa, que fecham as portas com grande velocidade. Cuidado com as portas dos carros. E, claro, não tire o olho dos pequenos exploradores.

 

 

Quando precisar, procure um médico especialista que dê as mãos para sua família, oferecendo o cuidado e a atenção que seu filho e sua filha merece. 

Porque mãos dadas podem mais.

 

 

 

 

Dr. João Nakamoto

CRM  104.340

 

Formado em Medicina pela USP e especializado em Ortopedia e Traumatologia e em Cirurgia da Mão pela USP, responsável pelo Grupo de Mão e Microcirurgia da UNICAMP, médico do Núcleo de Cirurgia da Mão do Hospital Sírio Libanês e médico do Grupo de Mão do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Share on Facebook
Please reload

Você também vai gostar de ler: 

Please reload

ONDE ESTAMOS

CONSULTA PARTICULAR

FALE CONOSCO

Instituto Vita Unidade Higienópolis

Rua Mato Grosso, 306 – 1º andar 

Instituto Vita Unidade Morumbi

Praça Roberto Gomes Pedrosa, Portão 2

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Ligue na Central de Atendimento

Instituto Vita

(011) 3123-8482

Segunda a sexta das 6h30 às 21h

Sábado das 7h30 às 12h30