Esqui: como proteger as mãos

Esquiar, seja com esquis, seja com “snowboard”, é uma atividade extremamente divertida e prazerosa. Apesar de não termos neve no Brasil, nas férias de dezembro/ janeiro e julho é muito comum brasileiros de todas as idades viajarem para curtir a temporada desse esporte sobre a neve.

Como toda atividade física que possui aspectos radicais, é bastante comum acontecer acidentes ao praticar o esqui. A maior parte das lesões é resultante de quedas, “trombadas” e “encontrões”.

 

As mãos podem ser atingidas de diversas formas: os dedos podem sofrer pequenas feridas, torções ou luxações das articulações que ficam entre as falanges (cada um dos ossos que formam nossos dedos). O polegar é, de todos, o que mais se machuca. Após um trauma no polegar é frequente a “Lesão do Esquiador”.

 

O que é a “Lesão do Esquiador”?

 

A “Lesão do Esquiador” acontece em um ligamento na base do polegar.

 

Explicando melhor, o polegar tem dois ligamentos principais: um do lado do indicador (Ligamento Colateral Ulnar – LCU) o outro do lado de fora do “dedão” (Ligamento Colateral Radial - LCR).

 

O LCU é o ligamento mais frequentemente atingido e sua lesão é tão comum na prática do esqui que a chamamos de “Lesão do Esquiador”. O ligamento pode ser parcialmente lesionado ou totalmente rompido. Mas o fato é que com esse ligamento comprometido, o esquiador terá dor, perda de força e dificuldade para agarrar com a mão atingida.

 

Como isso acontece?

 

Normalmente ocorre em uma queda quando os bastões de esqui não soltam da mão e dobram o polegar do esquiador em uma posição não natural.

 

Como tratar o dedo machucado?

 

O tratamento passa por imobilização, reabilitação e até mesmo intervenção cirúrgica. Mas uma pessoa com “Lesão do Esquiador” tratada corretamente por um médico especialista em mãos, pode se recuperar plenamente e, em pouco tempo, voltar até mesmo a esquiar.

 

Como posso prevenir esse tipo de acidente?

 

Não coloque as mãos na alça dos bastões, pois podem ficar presas numa queda. E, de qualquer forma, solte os bastões assim que sentir que vai cair.

 

E uma dica geral: nunca coloque as mãos espalmadas na neve para tentar evitar uma queda. Isso pode até gerar uma fratura nos punhos.
 

Lembre-se também de se preparar fisicamente para a temporada pois, quanto melhor o condicionamento físico, menor a chance de quedas e consequentemente, menor a chance de lesões.

 

Opte sempre pelo treinamento funcional, pois este tipo de programa contempla aspectos como força, coordenação e propriocepção, fundamentais no preparo do corpo para as demandas impostas pelo esqui. 
 

              

Quando chegar a temporada, curta muito suas férias na neve. Sabendo que sempre que precisar, poderá contar com seu médico especialista para te dar a mão.

 

Porque mãos dadas podem mais.

 

* Lúcio Martins é preparador físico do Instituto Vita e colaborou com o texto.

Share on Facebook
Please reload

Você também vai gostar de ler: 

Please reload

ONDE ESTAMOS

CONSULTA PARTICULAR

FALE CONOSCO

Instituto Vita Unidade Higienópolis

Rua Mato Grosso, 306 – 1º andar 

Instituto Vita Unidade Morumbi

Praça Roberto Gomes Pedrosa, Portão 2

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • YouTube - Círculo Branco

Ligue na Central de Atendimento

Instituto Vita

(011) 3123-8482

Segunda a sexta das 6h30 às 21h

Sábado das 7h30 às 12h30