7 maneiras de exercitar as mãos


O alongamento diário das mãos e punhos pode ajudar a prevenir uma série de lesões e doenças na região, pois aumenta a flexibilidade e favorece a circulação. A artrite que acomete as articulações, por exemplo, é uma das doenças que pode ter o alongamento como aliado.

O importante é incorporar esses exercícios no dia a dia. Listamos aqui 7 movimentos que podem ser muito benéficos para a saúde das mãos, dedos e punhos.

1 – Alongando os punhos

Cerre o punho lentamente (sem apertar) e mantenha-o assim por alguns segundos. O polegar deve ficar sobre os outros dedos (não por dentro). Abra lentamente a mão e repita o exercício. Alongue o punho - mão aberta para cima e para baixo - mantendo o braço esticado. A outra mão pode dar uma forcinha.

2 – Dobrando os dedos

Estenda a palma da mão e dobre cada um dos dedos, um de cada vez. Depois, um dedo de cada vez deve encostar a parte macia do polegar, fazendo o formato de um “O”. Por fim, dobre as pontas dos dedos, lembrando as garras de um felino.

3 – Alongando os dedos

Coloque as mãos espalmadas sobre uma mesa. Primeiro estique os dedos o máximo possível. Relaxe. Levante e abaixe um dedo por vez. No final, levante todos os dedos e abaixe-os ao mesmo tempo.

4 - Chacoalhando as mãos

Entrelace os dedos das mãos e estenda o braço à frente do corpo, mantendo a posição por alguns segundos. Chacoalhe as mãos com os dedos soltos. Isso ajuda o sangue circular e a relaxar músculos e articulações.

5 – Apertando uma bola

Segure uma bola pequena macia na mão e aperte-a com força durante alguns segundos antes de soltar. Faça algumas repetições.

6 – Tocando um instrumento

Mesmo que você não tenha técnica, dedilhar as teclas de um piano pode ajudar a exercitar as mãos. Tocar um instrumento de corda, como violão ou violino, também pode ser muito benéfico.

7 – Massageando as mãos

Coloque as mãos em água morna e mexa os dedos lá dentro. Depois, com o polegar de uma mão, massageie a outra. Isso ajuda no relaxamento de músculos e articulações.

Lembre-se, é importante que, ao menor sinal de desconforto, você procure o médico ortopedista especialista em mãos para uma avaliação.

Porque mãos dadas podem mais.

Referências: Sites Melhor com Saúde e Papo de Homem.

Dr. João Nakamoto

CRM 104.340

Formado em Medicina pela USP e especializado em Ortopedia e Traumatologia e em Cirurgia da Mão pela USP, responsável pelo Grupo de Mão e Microcirurgia da UNICAMP, médico do Núcleo de Cirurgia da Mão do Hospital Sírio Libanês e médico do Grupo de Mão do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Agende uma consulta.


Posts Relacionados

Ver tudo

Você também vai gostar de ler: